De acordo com a Serasa Experian, o número de cheques devolvidos no mês de maio de 2015 foi o maior nos últimos seis anos durante esse mesmo período, alcançando o percentual de 2,29%. Alguns dos fatores apontados como favorecedores deste índice são o aumento da inflação, as altas taxas de juros e o desemprego.


Para os empreendedores esse cenário pode se tornar cada vez mais preocupante, já que deixar de vender de forma parcelada pode ocasionar a perda da venda.

Então, como continuar oferecendo essa possibilidade aos clientes e permanecer seguro de que receberá o seu dinheiro?


Atualmente, os donos de micro ou pequenas empresas têm a possibilidade de aumentar suas formas de recebimento por meio dos cartões de débito e crédito. São opções que facilitam a compra por parte dos clientes, dando a eles mais uma opção de pagamento. Além disso, esses tipos de cartões dão segurança aos empreendedores, que têm a garantia do recebimento do valor exato da venda.


Realizando as vendas por meio de cartões, o empresário não correrá tantos riscos de assaltos, uma vez que terá menos dinheiro em espécie no caixa. Além disso, a inadimplência por cheques tende a diminuir também, porque ao ser autorizada a venda, o valor estará disponível de acordo com as datas previamente acordadas. Segundo indicadores da Abecs, mais de R$76 milhões já foram transacionados de forma parcelada no país em mais de 200 mil transações.

Para saber como fazer a adesão dessas máquinas, o empreendedor primeiro deverá definir se utilizará os aparelhos fixos tradicionais ou se a melhor opção será adotar as máquinas móveis. Em geral, as fixas trazem consigo o pagamento de uma mensalidade, taxa de adesão e a cobrança das tarifas transacionais. Já no caso das máquinas móveis existem vários modelos com diferentes formas de precificação, chegando inclusive a acordos em que só se paga pela aquisição da máquina e as tarifas transacionais.


Para aqueles que quiserem empreender e ampliar os negócios, sem dúvida ter essa opção de pagamento tem se tornado cada dia mais essencial.